COMUNICAÇÃO  /  NOTÍCIAS DO SITE
 
Seis passos para a Indústria 4.0
18/08/2017 às 09:01 - Por: Renan De Simone e Matheus Medeiros
 
Rodrigo Damiano, diretor da PwC (PricewaterhouseCoopers), esteve na Amcham (American Chamber of Commerce for Brazil, Câmara Americana de Comércio para o Brasil, na tradução livre) recentemente e apresentou pesquisa realizada pela consultoria com mais de dois mil executivos de grandes empresas em 26 países, incluindo o Brasil.
 
Dentre as dicas deixadas pelo executivo na pesquisa apresentada está a de encarar a realidade, pois a Indústria 4.0 significa uma grande revolução para as empresas que compreendem inteiramente o que ela representa para a maneira como elas fazem negócios. “Mudanças dessa natureza transcendem as fronteiras da sua empresa – e, provavelmente, as fronteiras dos países onde fazemos negócios”, afirma Damiano.
 
Entre os insights retirados do estudo, a reportagem do SindiEnergia Comunica separou os seis passos para a implantação bem-sucedida da Indústria 4.0 (para saber mais leia Indústria 4.0 deve receber investimentos anuais de quase US$ 1 tri até 2020, segundo pesquisa da PwC), acompanhe a seguir:
 
1 – Os executivos devem mapear sua estratégia para a Indústria 4.0, avaliando a  atual maturidade digital de sua organização e definindo metas claras para os próximos cinco anos. “Priorize medidas que trarão mais valor para o seu negócio e garanta seu alinhamento com a estratégia global. Certifique-se de que a liderança da empresa esteja pronta e disposta a defender a sua abordagem”.
 
2 – Crie e utilize projetos-piloto para estabelecer provas de conceito e demonstrar o valor gerado para o negócio. Adote um escopo restrito, mas destaque o conceito end-to-end da indústria 4.0. Alguns projetos podem até falhar, mas serão essenciais para que se trabalhe em uma abordagem interfuncional e ágil com clientes e parceiros de tecnologia – o padrão do futuro. Com a comprovação dos primeiros sucessos, você pode obter o comprometimento da organização e garantir recursos para uma maior e melhor implementação.
 
“Adote uma concepção pragmática para compensar normas ou infraestrutura ainda não existentes. Colabore com líderes digitais fora da sua organização, trabalhando com startups, universidades ou organizações setoriais para acelerar a sua inovação digital”. Afinal, grande parte da revolução da Indústria 4.0 é sobre integração e cooperação. A empresa não precisa se especializar em tudo o que necessita para funcionar, mas necessita saber onde buscar os parceiros, fornecedores e tais conhecimentos, o que nos leva ao próximo passo.
 
3 – “Com base nas lições aprendidas em seus projetos-pilotos, mapeie detalhadamente as capacidades que você precisa para realizar a sua visão. Mostre como fatores que promovem a indústria 4.0 (tal como uma infraestrutura de Tecnologia da Informação ágil) podem melhorar todos os seus processos de negócio”.
 
Nesse ponto, devem-se desenvolver estratégias para atrair pessoas e melhorar processos, bem como para implantar novas tecnologias. O seu sucesso com a Indústria 4.0 vai depender de habilidades e conhecimentos. Sua maior limitação talvez seja a dificuldade de recrutar as pessoas necessárias para promover a “digitização”.
 
4 – É fundamental organizar e potencializar a análise de dados de sua organização, quem sabe criando até equipes com especialistas multifuncionais. Aprenda a extrair valor dos dados criando vínculos diretos com a tomada de decisões e o desenho de sistemas inteligentes. “Use dados para melhorar os produtos e serviços, e sua utilização em campo a fim de fornecer e construir novas ofertas. Pense grande, mas comece pequeno, com projetos de ‘prova de conceito’”.
 
5 – Para se adequar a essa que também é chamada de 4ª Revolução Industrial, talvez seja preciso transformar-se em uma empresa digital. Obviamente, essa transição deve começar a partir do topo, com liderança clara, comprometimento e visão dos executivos e stakeholders financeiros.
 
“Fomente uma cultura digital: todos os seus funcionários terão de pensar e agir como nativos digitais, dispostos a experimentar novas tecnologias e aprender novas formas de operar. Lembre-se de que a mudança não cessa assim que você implementa a indústria 4.0. Sua empresa terá de reinventar suas capacidades de forma mais ágil para se manter à frente do jogo”.
 
6 – “Planeje uma abordagem ecossistêmica, ou seja, desenvolva produtos e serviços completos para seus clientes”. A melhor maneira de se executar essa tarefa é utilizando parcerias ou alinhando-se com plataformas, caso não possa desenvolver uma oferta completa internamente.
 
Talvez pareça difícil compartilhar conhecimento com outras empresas, mas verdadeiros avanços no desempenho acontecem quando se entende o comportamento do consumidor e “pode-se orquestrar o papel da sua empresa no futuro ecossistema de parceiros, fornecedores e clientes”.
 
Outros dados da pesquisa
 
- O estudo ainda mostra que, até 2020, 72% das empresas brasileiras acreditam que estarão consolidadas com níveis avançados de “digitização”.
 
- A falta de cultura digital e treinamento é o maior desafio a ser enfrentado, segundo os executivos entrevistados.
 
- A única questão externa que leva preocupação às empresas brasileiras é a dos problemas não resolvidos de segurança e privacidade de dados. Em empresas de outros países, no entanto, esse tema não é um grande desafio.
 
 
Edição e revisão:
Moraes Mahlmeister Comunicação 
 
Compartilhe: link: http://www.sindienergia.org.br/noticia.asp?cod_not=4044
 

Ver todas as notícias do site  |  Ver apenas notícias de: Entrevistas e Reportagens
 
 Deixe seu comentário
 
Nome
   
Email
Escreva seu comentário:
 
 
 
 
Ainda não há comentários
Seja o primeiro a comentar




20/09/2019- por Guilherme Alferes e Silvia Pimentel
Elektro oferece desconto de 50% para compra de painéis solares de geração de energia
A Elektro lançou o Projeto Bônus Solar, que concede abatimento de 50% para aquisição de sistemas fotovoltaicos. As...
20/09/2019- por Guilherme Alferes e Silvia Pimentel
Enel intensifica ações de combate ao furto de energia
A Enel realizou nos oito primeiros meses do ano 209 operações de combate ao furto de energia, em parceria a Polícia Civil, que...
19/09/2019- por Guilherme Alferes e Silvia Pimentel
Parceria entre CPFL e IFSP São Roque irá gerar economia de 75% ao ano com eficiência energética
A CPFL Energia finalizou mais um projeto de eficiência energética, desta vez no Campus São Roque do IFSP (Instituto Federal de...

Seis passos para a Indústria 4.0
 
 
   Insira seu nome e email e receba as notícias do SindiEnergia
Nome:
E-mail:
Copyright © 2007/2019 - Todos os direitos reservados.
Sindicato da Indústria da Energia no Estado de São Paulo
Rua da Consolação, 2697 - 1º andar
CEP: 01416-900 - São Paulo - SP
Pabx: (11) 3081-1120
 


 
 
sem